empresa de entregas rápidas

Empresa de entregas rápidas: dicas para triunfar sobre a concorrência

Todo empresário quer aumentar as vendas e fazer seu negócio crescer.  Porém, quem é dono de uma empresa de entregas rápidas sabe que a concorrência é imensa e nem sempre é fácil de ver qual o melhor caminho para conseguir disputar com tanta gente pelo mesmo mercado.

Meu amigo, pra sair na frente, é preciso ser diferente, fazer aquilo que seus concorrentes ainda não se deram conta de que vai trazer mais vendas. Quem fica apenas copiando a concorrência, nunca terá a tal da “diferenciação” que faz com que seus clientes se tornem fiéis.

Pra ajudar sua empresa de entregas rápidas a sair na frente, listamos algumas atitudes que seu concorrente ainda não está tomando e que você pode começar a fazer antes dele. Confira abaixo nossas dicas e boas vendas!

Empresa de entregas rápidas: dicas para triunfar sobre a concorrência

1. Desenvolva uma atitude diferente para cada etapa da venda

Muita empresa de entregas rápidas tem alguém que faz o papel de vendedor/comercial e visita empresas oferecendo o seu serviço, porém muitos desconhecem que uma venda é feita de etapas e que cada uma delas precisa de uma atitude diferente para conquistar o cliente.

Nunca ouviu falar nisso? Não tem problema, resumimos aqui cada etapa e qual a atitude que sua empresa de entregas rápidas pode adotar (quem quiser saber mais sobre este tema, confira aqui):

  • Prospecção:
    É a primeira etapa da venda, que ocorre antes mesmo de entrar em contato com os possíveis clientes.  Nas empresas express, o setor comercial muitas vezes fica “empacado” simplesmente porque se perde tempo tentando vender para quem não precisa do seu serviço.
    Para evitar isso, nesta etapa o vendedor “prepara o terreno”, criando uma lista de clientes em potencial (também chamado de prospects) e buscando levantar o máximo de informações sobre eles. Para entrar na lista, não pode ser qualquer empresa: precisa ser aquelas com o perfil de comprador do seu tipo de serviço (veja mais sobre isso aqui).
    Tendo a atitude correta logo de saída, ou seja, escolhendo melhor pra quem vai tentar vender e preparado com informações organizadas, aumentam significativamente suas oportunidades de bons negócios.
  • Qualificação:
    Nesta etapa é feito um diagnóstico, um “raio x” de seus clientes potenciais. Aqui é feito o primeiro contato com o prospect, em geral por telefone ou por e-mail, apresentando sua empresa e buscando agendar uma reunião.
    Durante essa etapa, o vendedor precisa descobrir:
    a) quem são as pessoas responsáveis pela contratação de empresas de entregas rápidas do prospect (quem é o decisor pela compra e quem influencia na decisão), e
    b) qual a real demanda por entregas rápidas, ou seja, que tipo de serviço precisa (sob demanda, contrato fixo, delivery), em que quantidade (quantas entregas por dia/semana/mês), em qual frequência (todos os dias, dias fixos, eventual), com quais peculiaridades (baú térmico, serviço de banco/cartório/fórum, grandes volumes), quem são os usuários (quais setores, quem faz o pedido por motoboy), em que região, etc.
    Se houver uma “sintonia” entre o que o cliente potencial precisa e o que sua empresa de entregas rápidas oferece, e havendo o interesse deste em receber uma proposta de sua empresa, então consideramos que este prospect foi “qualificado” para a próxima etapa e passa agora a ser chamado de lead, ou seja, uma oportunidade de negócio.
  • Apresentação:
    Esta é a etapa que o seu vendedor precisa mostrar todo o seu talento em vendas para criar e apresentar uma proposta de serviço de entregas rápidas que seja irresistível para o lead. Sempre que possível, esta apresentação deve ser feita pessoalmente, por isso atenção para o tom de sua abordagem e para as características da sua apresentação.
    Quanto mais a apresentação for ajustada ao que o lead precisa, melhor as chances da venda ocorrer. Entretanto, em geral não é aqui que o acordo acontece, não sem antes um pouco de barganha, que é o que ocorre na próxima etapa do processo de venda.
  • Negociação:
    Com a proposta em mãos, o lead está numa situação favorável para barganhar. O natural é que agora ele apresente objeções para sua proposta, isto é, motivos reais ou imaginários pela qual não pode fechar negócio com sua empresa.
    Não se desanime com isto, pelo contrário! Lead que faz objeção é lead que continua interessado. A barganha costuma acontecer mesmo quando a empresa precisa muito do seu serviço, por isso é considerado uma etapa das vendas.
    Mais uma vez, é hora de por em prática as habilidades de vendas da equipe comercial. Para saber como lidar com as objeções e qual a atitude correta para cada tipo delas, você pode aprender mais aqui, aqui e também aqui.
  • Fechamento:
    Havendo sucesso na negociação, chega o tão esperado momento de concluir a venda. Para concretizar a venda, faça com que o lead assine um contrato que inclua preço, prazo, condições de pagamento e tudo mais que for importante para que o acordo fique claramente definido.  A partir deste momento, pode chama-lo de cliente sem medo de errar. Também vale comemorar, só quem é vendedor sabe como é difícil chegar até aqui. 🙂
  • Pós-vendas:
    Para fidelizar seus clientes, é importante que se faça o acompanhamento da sua satisfação com os serviços realizados. Em algumas empresas de entregas rápidas, este monitoramento é feito por um atendente após a realização do serviço, mas há soluções automáticas para isso (falaremos disto mais a frente).
    É comum também que o próprio vendedor que fechou a venda mantenha uma relação com os clientes mais importantes. Qualquer que seja a realidade de sua empresa de entregas rápidas, a atitude essencial no desenvolvimento da relação com os clientes é buscar garantir sua satisfação, através do cumprimento do contratado, e a sua fidelização, oferecendo mais que o esperado. Lembre-se: uma carteira de clientes satisfeita e fiel não só continua gerando negócios como também lhe recomenda para muitos outros clientes potenciais, portanto vale a pena dar atenção para esta etapa.

2. Invista tudo que puder para melhorar o seu time

Os dois fatores mais determinantes na escolha por um serviço de entregas são o preço e a qualidade do serviço, que em outras palavras significa cumprir com o combinado. Uma empresa de entregas rápidas precisa de um bom preço para conquistar um novo cliente, mas depende de qualidade no serviço para mante-lo.

Uma das formas mais garantidas de conseguir se diferenciar entre outras empresas de entregas rápidas é melhorar continuamente a qualidade do seu serviço. Grandes são as chances de que seu último cliente tenha vindo de uma experiência frustrante com um concorrente seu. Para alcançar essa melhoria e acertar onde outros erram, invista no desenvolvimento do seu time, dos atendentes aos motoboys.

O cuidado com o seu time começa na contratação, com um processo de seleção bem definido. Comunique ao contratado quais as políticas internas da empresa, e deixe claro tudo que se espera dele e como ele deve agir em cada situação. Criar manuais, apostilas e vídeos pode ajudar a manter um padrão de serviço e torna contínuo o aprimoramento da equipe, mesmo quando há muita rotatividade nas contratações, algo muito comum no setor de entregas.

Defina e acompanhe metas para cada função, afinal é muito desmotivador não ter objetivos claros e também não há como avaliar o trabalho de seu time sem isto. E falando em motivação, escrevemos algumas dicas sobre como motivar funcionários em empresas de motoboy.

Algumas empresas oferecem dias de treinamento e cursos para seu time; outras têm plano de carreira, benefícios e um ambiente agradável. Iniciativas como essas são válidas e podem fazer sentido no seu negócio. Ainda que sua empresa de entregas rápidas não possa oferecer tudo, invista o que puder para melhorar a qualidade do seu serviço.

3. Modernize suas operações de entregas

Outra forma de sair na frente dos seus concorrentes é investindo em soluções tecnológicas para empresas express, que automatizam as operações de entrega.

Por exemplo, hoje em dia, já existe como usar o GPS dos smartphones dos motoboys para reduzir as viagens com baú vazio, o que significa na prática aumentar a capacidade de entrega com a mesma frota.

Também já é possível oferecer atendimento online, com cotação calculada na hora via website, para seus clientes não precisarem fazer um telefonema para chamar um motoboy. Com isso, se reduz gastos de atendimento telefônico, diminuindo tanto o número de atendentes como a necessidade de telefonar atrás de motoboys disponíveis. De quebra, ainda elimina erros humanos e “telefone sem fio”, tão comuns na comunicação entre clientes, empresa express e motoboy.

As automatizações nas operação de entregas também reduzem o tempo para as informações chegarem aos motoboys certos, com isso ganhando tempo tanto pro cliente como para a empresa express, o que na prática significa aumentar a capacidade de entrega.

Ficou interessado em saber mais sobre a tecnologia de gestão operacional de frotas? Clique em “Saiba mais” logo abaixo e cadastre sua empresa express para receber mais informações.

saiba mais

Sua empresa de entregas rápidas já coloca em prática essas atitudes? Utilize os comentários para compartilhar suas opiniões, experiências ou dúvidas relacionadas ao assunto. Participe!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *