gestao de documentos

Gestão de documentos: quais documentos motoboys podem entregar?

Toda empresa, na medida que os anos seguem e a papelada se acumula, precisa considerar sua gestão de documentos para dispor deles quando necessário. Muitas empresas oferecem serviços específicos de armazenagem e organização de documentação, e as próprias contabilidades normalmente ajudam as empresas nessa função. Ainda assim, é necessário que esses documentos cheguem até esses locais com segurança e integridade, e para tal os motoboys são uma opção bastante utilizada. Você sabe quais são os documentos que podem ser entregues por motoboys?

Embora exista uma vasta legislação a respeito do transporte de cargas por motofrete, pouco se diz a respeito da própria carga. A legislação se debruça mais em casos específicos do que não é permitido carregar: materiais inflamáveis, por exemplo – com exceção de gás de cozinha, que conta com especificações bastante minuciosas.

No caso de documentos, a única especificação é a de que eles não ultrapassem o limite de peso de carga permitido em sua cidade. Documentos jurídicos, por exemplo, por serem muito extensos, podem necessitar de mais de uma viagem. Mas, no geral, todo o tipo de documento pode ser entregue por motofrete.

A seguir, preparamos uma lista com exemplos de documentos que podem ser transportados por motoboys, e algumas dicas que podem ajudar para que a entrega chegue com segurança. Confira:

Gestão de documentos com motoentregas

Documentos pessoais: atestados, certidões, certificados, declarações, diplomas, escrituras, registros: não há documento pessoal que não possa ser entregue via motoboy. Esse recurso é útil, por exemplo, em caso de demissão: a carteira de trabalho pode ser enviada, após assinatura, via motoboy – desde que este seja instruído para solicitar assinatura no momento da entrega.

Contratos: contratos das mais diferentes naturezas precisam de assinatura de próprio punho por todas as partes, e uma maneira rápida e segura é utilizar o serviço de motoboy.

Documentos jurídicos e contábeis: entregar documentos a advogados e contabilistas leva tempo. O trânsito das grandes cidades é caótico e contar com alguém que possa fazer esse serviço é de grande valia. Procurações e documentos para gerar balanços mensais ou imposto de renda são exemplos que entram nessa categoria.

Documentos bancários: boletos, títulos, contas e contratos de empréstimo depois de assinados são exemplos de documentos bancários que podem ser entregues via motoboy. Existem, inclusive, empresas de motofrete que contam com o serviço de pagamento de contas.

Exames médicos: vários laboratórios já aderiram a pratica de agendar entrega por motoboy de exames que não podem ser retirados pela internet. Com a correria do dia a dia, essa facilidade tem ajudado muitos pacientes. Em certas situações, quem contrata o motofrete é o laboratório, que optam por oferecer esse serviço aos seus clientes.

Dados de imprensa: empresas de clipping (recorte de mídia impressa) reúnem grandes quantidades de material impresso e podem enviar este material para seus clientes através de motoboy.

Documentos sigilosos: este tipo de documento também pode ser entregue por motoboys, desde que seja utilizada uma empresa de motofrete confiável. Outro cuidado indispensável é utilizar o protocolo de entrega de documentos, que deve ser assinado pelo recebedor no momento da entrega, certificando que o envelope foi entregue lacrado.

Conhece outros tipos de documentos enviados por motoboy? Conte pra gente! Também responderemos suas dúvidas. Até mais!

Foto em destaque: Darren Hester

by Motoboy SP

Profissao Motoboy

Profissão motoboy: Pilotando entre a vida e a entrega

Por que ser motoboy? Essa é uma reflexão importante, tanto para quem está pensando em iniciar essa carreira como para quem já está no mercado há tempo. Vamos pensar um pouco sobre isso.

Certas profissões são fundamentais, sem as quais o mundo de hoje não gira. O motoentregador é uma delas, quase sempre enfrentando um cotidiano estressante, agitado e perigoso.

Apesar disso, não se pode dizer que é uma profissão de status, o que é uma injustiça: apesar de não exigir diploma ou especializações, sem os motoboys muitos negócios seriam inviáveis. A profissão tem ganhado cada vez mais força a partir da recente regulamentação da categoria, mas ainda não alcançou o reconhecimento merecido.

Em compensação, o salário pode ser bom, acima da média para profissionais com pouca formação. Como se pode imaginar, esse é um dos fatores principais na escolha dessa carreira.

Mas certamente não é o único: é comum que o motoboy também seja um apaixonado por duas rodas e pela velocidade. Sendo bastante acessível investir numa moto, muitos entram na profissão empolgados por poderem trabalhar com o que gostam e conquistar sua independência financeira.

Para alguns, ser motoboy foi a melhor oportunidade que estava disponível naquele momento da vida em que precisava obter renda para construir sua família; para outros, é um trabalho extra que está ajudando nas contas enquanto está estudando para outra profissão; para outros, é a realização profissional de estar pilotando motos e garantir uma renda para viver bem.

Gostaria de saber dos motoboys que estão lendo este artigo se essa é a sua história. Deve haver também outros motivos que os levam a escolher essa profissão. Aproveito para fazer um convite para que escreva nos comentários contando sua história. Se você ainda não é motoboy mas está pensando em ser, também gostaria de ouvir sua história. Mas voltemos agora à nossa reflexão.

Uma das características do serviço de motoboy é que ela é uma entrega rápida. Essa expectativa muitas vezes pode levar o profissional a adotar posturas perigosas no trânsito. A pressão normalmente vem de fora, do chefe, da central ou de quem vai receber a entrega. E então chegamos à uma questão fundamental que constantemente se apresenta aos motoboys: a vida ou a entrega? É preciso ter cuidado.

Em momentos assim, é importante lembrar os motivos pelos quais escolheu esta profissão: o fato de gostar do que faz, de construir sua família com esse trabalho e de essa ser a sua vida. Se parar para pensar, verá que tudo isso vale mais do que as entregas do dia. Mas, na hora da pressão, você consegue perceber isso?

No trânsito, um segundo de descuido pode ser fatal. Para evitar o pior, é importante se valer de técnicas que garantam que você continue trabalhando com isso enquanto achar que vale a pena. Já que a questão é de vida ou morte, vamos relembrar de alguns detalhes que podem fazer a diferença.

Direção Defensiva

Aplicar a direção defensiva tem que ser regra para quem trabalha no trânsito e não quer se acidentar. Segundo o Detran, mais de 60% dos acidentes são causados por falha humana. Ou seja: mais da metade dos acidentes nem aconteceria se os condutores de veículos automotores fossem mais prudentes.

O princípio da direção defensiva é dirigir pensando na segurança. Ainda segundo o Detran, “o condutor defensivo é aquele que tem uma postura pacífica, consciência pessoal e de coletividade, tem humildade e autocrítica”. Em outras palavras: é aquele que dirige com cuidado e não coloca a responsabilidade da segurança nos outros. Quem não dirige agressivamente tem mais chances de reagir com tranquilidade aos erros de outros motoristas, evitando acidentes.

Equipamentos de proteção

Nunca é demais lembrar a importância dos equipamentos de proteção, já que também não estamos imunes aos erros de outros motoristas imprudentes. Veja abaixo os principais:

Capacete: obrigatório, o item precisa ter os adesivos refletivos e selo do Inmetro. O motociclista precisa estar sempre de viseira fechada, para proteger os olhos, sob pena de multa.

Luvas: além de proteger contra o frio, ajudam na condução da moto e são também proteção em caso de queda e/ou colisão.

Joelheiras e cotoveleiras: para proteger de escoriações em caso de colisão, existem modelos individuais e, mais comumente utilizadas, roupas como calças, jaquetas e macacões que já vêm com a proteção acoplada.

Antena corta-pipa:  obrigatória e necessária. Evita que qualquer linha de pipa atinja o motociclista, o que é já causou muitos acidentes.

Colete refletivo: obrigatório, serve para que o motoboy seja visto de longe com a iluminação dos faróis de outros veículos, evitando colisões.

Mata cachorro:  fixado no chassi da moto, é destinado a proteger o motor e a perna do condutor em caso de tombamento. Obrigatório.

Botas: protegem do calor gerado pelo escapamento, além de ser uma proteção a mais para o motorista, em caso de chuva ou acidente.

Profissão motoboy: uma escolha a ser vivida com consciência

Já disse em outra ocasião que a coragem de um motoboy é comparável à dos valentes motoentregadores das duas Grandes Guerras. Se você, mesmo sabendo das pressões e dificuldades que envolvem a profissão, escolheu-a para sua vida, é preciso se preservar para poder continuar nela por muito tempo. Se algo lhe ocorrer, além dos prejuízos com sua saúde e sua moto, pode ser necessário ficar afastado do trabalho e comprometer as contas da sua família. E esse é um risco que nenhum cliente poderá depois lhe compensar.

Lembre-se sempre de se perguntar: por que escolheu ser motoboy? E não se esqueça: sua vida primeiro, a entrega depois!

E você, por que decidiu ser motoboy? Conte pra gente nos comentários! Um grande abraço!
by Motoboy SP

heroi tempos modernos

Motoboy: um herói dos tempos modernos

À primeira vista, o motoboy pode parecer ser uma figura recente, já que ganhou evidência quando passou a ser o responsável por entregas rápidas nas grandes cidades. De fato, o motoboy como hoje conhecemos ganhou forma a partir da expansão das terceirizações nos anos 1980, quando muitos negócios passaram a depender das motoentregas. As cidades ficaram maiores, consequentemente o trânsito, daí a importância deste profissional que consegue driblar o tráfego e ganhar tempo.

Para algumas pessoas, também pode parecer que o motoboy seja um aventureiro. A própria palavra motoboy é a junção de motorcycle (motocicleta) e boy (garoto) – dando a conotação de jovialidade, agilidade e coragem que a profissão passa ao público em geral.

O que muita gente não sabe, porém, é que motoboys foram profissionais muito importantes já na 1ª Guerra Mundial. A partir do conflito, exércitos europeus e americanos passaram a contar com motoentregadores para realizar entregas entre as várias bases militares e frentes de batalha.

Em 1917, quando os Estados Unidos declararam guerra à Alemanha, motoentregadores foram convocados a servir na França. Entre eles estava Ervin Grant Bottlemy. Hábil condutor, foi motorista de caminhões, mecânico e motociclista responsável por fazer entregas de correspondências para as várias bases do exército americano na França. Devido a uma vasta troca de cartas com sua amada, Fannie Nyboer, sua história foi documentada e serve como um retrato da vida desses heróis sobre rodas.

Quando a 2ª Guerra Mundial trouxe o inimigo para uma invasão iminente  à Grã Bretanha, as comunicações por telefone, telégrafo e ferrovias foram interrompidas. Rapidamente, uma vasta rede de entregas foi montada e conectava o Ministério da Guerra Britânico com cada comando do exército. Na medida que a frente de batalha avançava, novas linhas de entregas eram rapidamente construídas para permitir que correspondências, armas e equipamentos pudessem chegar às bases. Para esses corajosos soldados, todo dia era dia de missão.

Os motoboys heróis dos tempos modernos no Brasil

A expansão da profissão de motoboy no Brasil se deu a partir do final dos anos 1980. Segundo um levantamento feito pelo Sindimoto – SP (Sindicato dos Mensageiros Motociclistas, Ciclistas e Moto-Taxistas do Estado de São Paulo), em 2009 já se estimava cerca de 900 mil profissionais, número que faz do país o maior empregador de entregadores sobre duas rodas no mundo. Desse total, 200 mil apenas em São Paulo, portanto outro recorde, desta vez a cidade do mundo com o maior número de motoboys.

Assim como os motociclistas que cumpriram missões em período de guerra na Europa, os motoboys brasileiros podem ser considerados heróis do asfalto. Mesmo em tempos de paz, é preciso muita coragem para arriscar a vida todos os dia, enfrentando o trânsito violento (especialmente contra motociclistas), a chuva, o frio e o calor. São batalhas que nem sempre recebem o devido reconhecimento, mas sem as quais muitos negócios não aconteceriam.

Na maior nação de motoboys do mundo, todo dia é dia de missão.

Você já conhecia a história da profissão de motoboy? Conte nos comentários sua experiência com motoboys que podem ser considerados heróis dos tempos modernos, e poderemos até contar essa história num próximo post. Até mais!

(Foto em destaque: Garage Leathers Blog)

by Motoboy SP

entrega rapida

Entrega rápida em São Paulo? Saiba quais são as melhores opções

A extensão e o trânsito caótico da cidade de São Paulo exigem soluções eficazes para que as empresas possam resolver rapidamente diversos tipos de rotinas burocráticas. Que empresa nunca enfrentou a pressão de quando surge algo que demanda uma solução imediata, por exemplo, para obter a assinatura de um colega que está atendendo clientes do outro lado da cidade? Dependendo do tamanho e do setor de atuação da companhia, situações de entrega rápida como essa podem surgir diariamente.

Alguns exemplos de demandas de serviços rápidos:

-Serviços bancários;
-Despachos aeroportuários;
-Malotes de pagamentos e depósitos;
-Procedimentos de cartório;
-Entregas e retiradas de documentos e outros objetos.

Ter um profissional contratado unicamente para essa finalidade nem sempre é a melhor solução. Os custos de ter à disposição um empregado e um veículo muitas vezes serão maiores do que solicitar um serviço especializado de entrega rápida para fazer o transporte da encomenda.

Para tal, há diversas opções de serviços de entrega rápida acessíveis e funcionais. Selecionamos algumas possibilidades para que você possa escolher a melhor solução para sua empresa.

Opções de serviços de entrega rápida

Motoboy terceirizado

Para entregas rápidas de pequenos ou médios volumes, os fornecedores deste serviço cobram por ponto do trajeto ou por entrega, de acordo com a situação. As vantagens aqui são a praticidade e a economia, pois atendem sob demanda sem que seja necessário investir numa equipe de motoboys.

Motoboy exclusivo da empresa

Neste caso, a empresa contrata um motoboy que fica à disposição para qualquer demanda. Isto é fundamental para certas empresas, porém terá que lidar com as leis trabalhistas, com o honorário do profissional e com os custos de manter o veículo. Ainda assim, quando a demanda é expressiva e justifica o investimento, é mais vantajoso que terceirizar.

Motoboy autônomo

Sem vínculo com intermediários, ele atua como um freelancer. Recentemente foram desenvolvidos aplicativos e serviços online que auxiliam a encontra-los. Com essa tecnologia, é possível também conferir a avaliação de outros clientes sobre cada motoboy e acompanhar em tempo real o andamento da entrega, uma novidade que garante maior segurança ao cliente. Também não exige investimentos, o que faz desta a opção mais interessante para grande parte das situações.

Correios

Com o Sedex 10, o envelope chega ao destino final até às 10h da manhã do dia seguinte. O preço é alto, mas este serviço é uma alternativa eficiente quando há urgência para entregar documentos em outra cidade.

O especialista em entrega rápida

Como vimos, em quase todas as situações o motoboy é o profissional adequado para realizar serviços rápidos. Isso não é nenhuma surpresa: os motoboys conhecem o trânsito das cidades como ninguém e sabem qual a forma mais rápida de chegar ao destino final. Conscientes de seu papel na logística urbana e atentos às diferentes necessidades de seus clientes, alguns profissionais disponibilizam em suas motos compartimentos preparados para proteger documentos e, quando necessário, carregam volumes maiores.

Recentemente estão surgindo aplicativos e soluções na internet que deixam o processo de solicitar motoboys ainda mais ágil. Com o uso da tecnologia, é possível encontrar o profissional que está mais perto do seu endereço e combinar sem demora os detalhes da retirada e realização da entrega.

Com tantas opções, o serviço de entrega rápida não precisa mais ser motivo de preocupação para sua empresa. Escolha qual atende melhor as suas necessidades e torne seu processo produtivo ainda mais eficaz.

Já sabe qual a melhor opção de entrega rápida para sua empresa? Se precisar podemos ajudar. Escreva sua dúvida nos comentários que em breve terá nossa resposta. Até mais!
by Motoboy SP

contratar motoboys

4 motivos por que contratar motoboys é vantajoso para sua empresa

Você já se perguntou o que seria da sua pizza quentinha se ela fosse entregue por um veículo não tão rápido, como um automóvel? Com o trânsito caótico nas grandes cidades, que já se estendeu até para os finais de semana, já teríamos uma ideia de como ela chegaria: borrachuda e fria.

É curioso, pois nos Estados Unidos é comum utilizarem carros para essa finalidade. Mas voltemos à dura realidade brasileira.

Além da pizza, existem outros serviços que necessitam ser entregues com rapidez. Agilidade é fundamental para pagamentos bancários, serviços de cartório, coleta de encomendas, medicamentos, para citar alguns exemplos. As empresas contratam bicicletas, furgões, caminhonetes ou até mesmo alguém pra ir “à pé” completar o serviço. Porém, sabe-se que quando a escolha é o motoboy, essas entregas chegam ao local com mais velocidade.

Nem sempre motos podem ser usada para entregas. Uma confeitaria, por exemplo, pode preferir uma van para transportar seus bolos. Ainda assim, poderia precisar de um motoboy para entregar pequenos volumes, documentos e pagamentos bancários.

Se a questão é de estratégia logística, cada empresa precisa avaliar as suas necessidades. Comparamos as entregas de moto com outras alternativas e selecionamos 4 motivos que comprovam que contratar motoboys é vantajoso para sua empresa.

4 motivos por que contratar motoboys:

1 – Redução de custos

Toda empresa que conta com um ou mais veículos precisa contabilizar em seu planejamento os custos que envolvem os mesmos. Alguns veículos são tão baratos de manter, como a bicicleta, que se tornam uma opção interessante para serviços próximos. Porém, se sua empresa é como a maioria e precisa realizar tarefas em distâncias maiores ou com maior velocidade, é necessário considerar as opções motorizadas.

A matemática começa na hora de comprar o veículo: enquanto um automóvel zero km é negociado a partir de R$20 mil, com apenas R$5 mil já é possível obter uma moto também nova. Essa diferença aparece também na hora da manutenção. Comparado com os carros, o preço das peças e da mão de obra para conserto de motocicletas é significativamente menor.

Aí temos o seguro do veículo, proteção necessária contra prejuízos inesperados. Mais uma vez, valores de seguro e taxas de franquia muito menores para motocicletas frente outros veículos maiores. E não podemos esquecer do consumo de combustível: um automóvel, quando econômico, faz 15 km por litro, enquanto que uma moto chega a rodar o dobro disso. Por fim, há os impostos que incidem sobre veículos, como o IPVA e o DPVAT. Como em quase tudo, parece haver uma relação entre o preço do veículo e o custo para mante-lo.

Uma opção interessante para eliminar esses custos e ganhar tempo é terceirizar o serviço de motoboys. Manter uma frota de veículos deve ser apenas para quem precise deles em condições que justifiquem o investimento. Se precisar, disponibilizamos a melhor ferramenta online para busca e agendamento de motoboys .

2 – Nunca irá parar numa fila inesperada

As motos se beneficiam de seu porte pequeno e podem passar entre os carros, no popular “corredor”. Um congestionamento inesperado provocado por um acidente, por exemplo, não fará o entregador perder a data de vencimento de uma conta ou de enviar alguma correspondência. Bicicletas podem escapar de qualquer trânsito, mas são lentas em serviços para distâncias maiores. Se a pontualidade é requisitada e depende de trajetos longos para os serviços, é difícil competir com a eficiência das motos.

Foto: elbragon Flickr
Foto: elbragon Flickr

3 – Fácil de estacionar

No mesmo lugar de um carro cabem cinco motos. Além disso, há estacionamentos reservados pela prefeitura para uso exclusivo destes veículos. E quando tudo der errado e não houver nenhuma vaga, os motoboys sempre podem ser criativos e encontrar um cantinho onde não é proibido ficar. As bicicletas também compartilham dessa facilidade, porém dependem de encontrar lugares onde seja possível acorrenta-las enquanto o serviço é realizado.

Vale lembrar que grande parte dos negócios acontece em centros urbanos, locais onde veículos maiores vão encontrar dificuldade para estacionar. Em situações como essas, os motoboys levam vantagem.

4 – Vantagem no rodízio

Em São Paulo, é necessário considerar o rodízio para não haver surpresas nas entregas. Enquanto os automóveis são proibidos de rodar durante um dia útil por semana, o motoboy pode andar tranquilamente em qualquer dia e horário. Em certos casos a bicicleta também pode ser uma opção, porém grande parte de São Paulo não é privilegiada com terrenos planos, o que dificulta a vida dos ciclistas. De qualquer forma, para quem conhece o mal estar de não poder usar o carro quando precisa por conta do rodízio, é uma segurança poder contar com um motoboy à disposição.

Os motoboys são mesmo vantajosos para as empresas? Conte sua experiência nos comentários abaixo. Também responderemos suas dúvidas. Até mais!

(Foto em destaque: elbragon Flickr)

by Motoboy SP

contrato de transporte

Contrato de transporte: dicas para contratar um motoboy com segurança

A profissão de motoboy é bem conhecida por todo o Brasil desde a década de 1980. Com as recentes conquistas para a regulamentação desse profissional, mais empresas se sentem confiantes para contratar trabalhos de entrega e recebimento de documentos, objetos, malotes de bancos, dentre outros serviços.

Os motoboy estão submetidos ao sindicato e à legislação da categoria. Pode-se afirmar que é uma profissão bem-estruturada, fundamental para muitas empresas. Apesar disto, será que posso mesmo confiar em um motoboy? Como posso saber que os documentos irão ser entregues ou recebidos de forma segura? Como evitar motoboys mal-intencionados?

Como em todos os ofícios, há profissionais de confiança e “profissionais” lamentáveis, portanto cuidados são necessários. Para ajudá-lo a encontrar os melhores, separamos algumas dicas que você precisa saber na hora de contratar um motoboy. Confira:

Contrato de transporte: como contratar um motoboy de confiança

1 – Busque referências e indicações

A experiência pessoal de nossos conhecidos pode ajudar a fazermos melhores escolhas e deve ser o ponto de partida quando a questão é encontrar serviços de qualidade. Ao pedir indicação de amigos, colegas de trabalho e familiares, provavelmente alguém terá alguma história para contar e saberá lhe dizer tudo que pode dar errado quando for contratar um motoboy. Com sorte, pode ser que encontre o contato de um dos bons.

Solicitar referências ao motoboy também é fundamental: com um bom histórico de trabalho nas empresas anteriores fica mais fácil saber se ele é confiável.

2 – Terceirização é uma opção

Através de fornecedores terceirizados você poderá receber serviços de motoboy sem vínculo empregatício (desde que a relação seja eventual), protegendo a empresa de complicações com motoboys mal intencionados. O fornecedor deverá entregar o serviço na qualidade esperada, sem que a empresa tenha que dedicar tempo gerenciando uma equipe de motoboys, com toda a legislação e exigências sindicais da categoria. Na prática, isso faz com que a empresa concentre seus esforços naquilo que é mais importante, e transfira para fornecedores especializados o trabalho de encontrar e gerenciar motoboys de confiança.

Outra vantagem é não precisar manter uma frota de motos, o que implica custos com impostos e manutenção. Além disso, alguns fornecedores oferecem seguros que protegem a carga durante o transporte.

Terceirizar é a uma possibilidade interessante para empresas que buscam manter uma equipe enxuta e assegurar certa qualidade de serviço de entrega sem ter que perder tempo com isso. Dependendo da situação, é a opção mais econômica.

3 – Redes sociais podem ajudar

Uma das formas disponíveis e utilizadas pelos Recursos Humanos das empresas para conhecer os candidatos às vagas oferecidas é através das redes sociais. Para uma atividade de confiança como a do motoboy, não seria diferente.

Muitas vezes são utilizadas redes relacionadas às áreas profissionais, como o LinkedIn. No caso dos motoboys, as redes usadas para integração e entretenimento como o Facebook também ajudam. O contratante pode conhecer o histórico profissional da pessoa e se exerce atividades extras, o que pode render pontos a mais ao candidato. Outros aspectos que podem ser verificados incluem as listas de interesse, a interação com amigos e familiares e até se ele tem atitudes éticas e honestas.

Para tal, é importante lembrar que o recrutador deve ser preparado a respeitar as escolhas do candidato, até porque a maneira como as pessoas se comunicam nas redes sociais é diferente da vida fora do virtual.

4 – Serviços online de motoboy

Pela web e por aplicativos de smartphone, diversos serviços online foram criados recentemente para gerar maior segurança na contratação de motoboys. Esses serviços exigem dos motoboys que cumpram com requisitos indispensáveis, como documentação em dia e licenças obrigatórias. Além disso, há sistemas de rankings onde os clientes apontam quais são os melhores motoboys, o que na prática também possibilita evitar os piores de um modo que antes não era possível.

Com essas características únicas e se consolidando como uma forma inovadora e econômica de contrato de transporte terceirizado (na mesma direção da dica 2), é um dos melhores caminhos para contratar motoboys com segurança. Se desejar saber mais, conheça a melhor ferramenta online de busca e agendamento de motoboys.

Sabe outras dicas de como contratar um motoboy de confiança? Conte para a gente! Também responderemos suas dúvidas nos comentários. Até mais!

(Foto em destaque: lichtblick)

by Motoboy SP

Motoboys são a melhor escolha para sua empresa?

Na correria das grandes cidades e com o trânsito quase sempre congestionado, a agilidade nas atividades das empresas é algo desejável por muitos e conseguida por poucos. Seja para garantir a qualidade dos produtos ou pela necessidade de eficiência do mercado, determinados serviços precisam ser feitos de forma rápida. Mas com o caos das metrópoles, o que fazer?

Para muitas empresas a resposta está em solicitar os serviços de um motoboy. A qualquer hora do dia, faça chuva ou faça sol, eles estão aí para realizar o trabalho, driblando as dificuldades das cidades grandes para atender as demandas dos clientes. Mas será que contratar motoboys é a melhor escolha para sua empresa? Para ajudar a responder esta questão, preparamos uma lista de serviços que podem e devem aproveitar os motoboys para alcançar melhores resultados.

Serviços que motoboys podem realizar como ninguém:

Entrega de documentos

É provável que um motoboy já tenha “salvado o dia” de sua empresa em ocasiões que exigiam a entrega ou recebimento imediato de documentos. Para algumas empresas, especialmente as de pequeno e médio porte, a terceirização de serviços de motoboy pode ser a única solução viável para tarefas burocráticas como, por exemplo, obter a assinatura de um colega do outro lado da cidade. Já em certas empresas, a frequência de demandas urgentes é tamanha que pode ser interessante dispor de um motoboy exclusivo.

Pagamentos

Para evitar atrasos nos pagamentos e reduzir custos para a empresa, motoboys podem enfrentar filas em bancos e lotéricas para garantir que as contas fiquem em dia. Similar à situação dos documentos, a solicitação de motoboys terceirizados para serviços de pagamento também facilita a vida de muitas empresas que não tem condições de dedicar um funcionário para esta função.

Food Delivery

Quem é que não ama a ideia de receber um jantar pronto no conforto de sua casa? Se nossa comida chega quente e em pouco tempo até nossa casa, é porque alguém precisou enfrentar as ruas movimentadas de um grande centro para que tivéssemos esta refeição. Se sua empresa depende de velocidade para entregar o produto com a qualidade esperada, não há ninguém melhor que motoboys para executar o serviço.

Remédios e Cosméticos

Para companhias que lidam com tele-entrega de medicamentos e cosméticos, é fundamental contar com uma moto adequada para seu transporte com segurança. Muitas farmácias tem convênios ou parcerias com motoboys para a entrega de medicamentos ou similares na casa de clientes, sem precisar dispor de uma frota própria para a entrega. Se a demanda for grande ou houver dificuldade de encontrar motoboys com motos adequadas para a função, pode ser necessário investir numa moto exclusiva da empresa.

Entrega, retirada e despacho de encomendas

Motoboys podem ser responsáveis por entregar, retirar e despachar encomendas de produtos de pequeno e médio volume. Se seu negócio depende de entregas rápidas e frequentes, por exemplo, o envio de compras realizadas via e-commerce para clientes na mesma cidade, ou ainda a entrega de periódicos, a opção por motoboys pode ser mais interessante que as alternativas dadas por transportadoras e correios.

Resultados de exames

Também são os motoboys quem fazem o transporte e a entrega de materiais e resultados de exames de muitas clínicas médicas e odontológicas. Com este serviço, eles agilizam a rotina dos profissionais da saúde e acabam facilitando a vida dos próprios pacientes. Para as empresas na área da saúde que dependem de agilidade para não colocar seus clientes em risco desnecessário, o motoboy mais uma vez é o profissional mais indicado para a função.

E você, conhece mais algum serviço que motoboys realizam como ninguém? Deixe abaixo seus comentários e dúvidas e em breve responderemos. Até lá!

by Motoboy SP

Logística encarada com a seriedade que merece. Artigos que apresentam soluções de mobilidade urbana e a profissionalização das motoentregas. Dicas e novidades sobre motos e motoboys.